Como decorar Plantas trepadeiras

As plantas trepadeiras podem ser usadas para vários efeitos na decoração de jardins, pátios ou varandas, sendo particularmente úteis em espaços exteriores pequenos.

Pode usar plantas trepadeiras para:

Criar uma zona de sombra
Com a ajuda de estruturas como uma pérgola em madeira ou metal.

pergola planta trepadeira

Cobrir ou disfarçar um muro
Um muro coberto de hera, por exemplo, é mais bonito e a cor verde, como fundo, vai dar maior destaque às suas plantas e flores. Fixe fios de arame se for necessário para suporte (a hera não precisa).
Continuar a ler

Partilhar:

Plantas ornamentais

Tolerantes à seca

Usando plantas que necessitam de pouca água para sobreviverem, conseguirá que o seu jardim se mantenha bonito, mesmo quando chove pouco e diminuirá o consumo de água para rega.

Estas são algumas das plantas ornamentais que necessitam de pouca água, resistem melhor ao tempo quente e seco e são normalmente fáceis de encontrar nos centros de jardinagem:

Alfazema, Lavanda (Lavandula angustifolia)

alfazema

Continuar a ler

Partilhar:

As Plantas no calor do Verão

Chegaram as Férias do Verão! Todavia é nesta altura de calor que as plantas precisam de mais cuidados, para que possa inundar o seu jardim ou a sua varanda de cor.

O tempo ameno e estável que começa a florescer nesta altura, é o momento ideal para dar um novo horizonte florido ao seu jardim. Contudo, os raios de sol obrigam-na também a ter cuidados redobrados com as suas plantas, que precisam de mais cuidados e de uma dose superior de água do que aquela que é habitual em outras estações.

As flores estão mais resplandescentes e belas, logo ao nascer do dia e ao final da tarde. É nessas alturas, que elas necessitam de serem regadas para reluzirem de brilho e vida. Não há sensação melhor do que acordar pela manhã ou entrar em casa, ao fim de um dia de árduo trabalho, e deparar-se com um cenário tão intensamente colorido.

Nesta época pode optar por comprar um vaso de hortênsias, mas coloque-as num local fresco, regando-as diariamente ou mesmo duas vezes por dia. Se o torrão sair do vaso com as raízes muito enroladas, é sinal que têm que ser reenvasadas. Todavia, isto acabará por tornar as hortênsias menos resistentes ao calor.

Para proteger as suas plantas nada melhor do que colocar junto a elas, plantas do leque do alho ou cebolinho. As plantas resistem assim melhor às doenças, principalmente se se tratar de rosas, protegendo também da ferrugem, do oídio e do ataque dos insectos. As plantas evasadas necessitam de muito sol, mas precisam também de muita água e de rega abundante. Exemplo disso são as laranjeiras, os limoeiros ou outras árvores desta espécie.

Nesta época as populares e belas roseiras estão no auge da sua floração, e deve ter o cuidado de as regar logo pelo pé. Quando as rosas já estiverem bem abertas pode corta-las, acabando por permitir o nascimento de novos botões. Se a roseira for atingida por ferrugem, corte todos os ramos afectados e trate durante dez dias os restantes ramos, através da pulverização com um fungicida.

No caso dos amarilis estes já floriram há muito, devendo cortar a haste floral muito próximo da base, mas sempre com o máximo de cuidado com a folhagem. No momento da vegetação retire o bolbo do seu vaso, sem mexer no torrão, e retire um pouco daquilo que se encontra entre a parte superior e as raízes, tornando a colocar o bolbo no vaso. Essa parte que ficou vazia por causa da mistura solta que retirou, deve ficar preenchida com mistura fresca.

Se tem a possibilidade de ter um jardim, e se o pretende florir da maneira mais saudável para as suas plantas, tome nota que o jasmim é uma excelente opção para atribuir harmonia e beleza em seu redor. O jasmim necessita de luz muito forte e de sol directo, ainda que se adeque também muito bem a temperaturas razoáveis e às temperaturas baixas do Inverno. Portanto, no jardim ou numa varanda a sua presença é sempre agradável e facilmente suportável para esta espécie de plantas.

No solo, o jasmim precisa de uma mistura de envasar à base de terra e quanto à rega, esta deve ser feita com abundância na Primavera e no Verão, mas no Inverno basta apenas regá-lo regularmente para que o mesmo não seque totalmente. Quanto ao adubo, convém aplicá-lo na vertente líquida com uma regularidade de 2 semanas, desde a Primavera ao Outono.

O Verão chegou, tal como a praia e o descanso. Mas, esta é também a altura das mais belas plantas e dos mais requintados cuidados. Esperemos por isso, que tenhamos contribuido para um ambiente mais natural e colorido na sua vida e lar.

Partilhar:

As férias e as plantas

Não são apenas os animais que a devem preocupar quando partir de férias, as plantas também merecem uma especial atenção. E para elas basta criar um ambiente agradável e deixá-las gozar o descanso.

Se não conta com a ajuda de uma vizinha zelosa que possa tratar das plantas durante a sua ausência, siga alguns destes conselhos práticos, que vão facilitar a sua vida e a das plantas que dependem de si.

As plantas necessitam de várias horas de luz por dia. Não as deixe numa sala sem luz, porque as folhas vão amarelecer e podem mesmo morrer.

A água é outro dos problemas. Se não tem quem as regue, não cometa o erro de deixar os vasos “afogados” em água, porque muita água só é boa na praia. A terra deve ficar húmida e não encharcada.

Caso possua um jardim, coloque aí as suas plantas de casa. regue-as até à saturação e depois, enterre os vasos, parcial ou totalmente, à sombra e protegidos do vento. Cubra então os pés das plantas com jornais velhos ou palha, para os segurar e coloque pedras ou terra por cima.

Uma varanda pode fazer o mesmo efeito, na falta do jardim, especialmente quando esta está virada para o sol. Proteja-as deste e do vento com uma rede própria, em forma de abrigo. Arranje uma caixa cheia de areia ou terra humedecida e enterre aí os vasos, depois de saturados de água.

Na falta de ambas as soluções, opte por um quarto com cortinas e persianas abertas (de onde retirou todos os valores, obviamente, e deixe-o fechado à chave).

Outra solução simples é utilizar, como reservatório, a banca da cozinha, o tanque ou a banheira. Coloque os vasos em cima de uma toalha grossa dobrada ao meio, na parte de cima da bancada, mas a extremidade da toalha deverá ficar mergulhada na água. Vai ficar humedecida e fornecerá à planta a água necessária.

Um sistema simples para as plantas verdes isoladas: numa garrafa cheia de água introduza uma mecha e como tubo de suporte utilize um tubo de plástico, e una ao vaso.

Pode ainda comprar floreiras próprias com reservatórios incorporados, que podem conter água suficiente para duas ou três semanas.

E agora pode partir descansada, para gozar as merecidas férias deste ano. Quando voltar, terá à mesma o regalo de passar os olhos pelo verde das suas plantas.

Partilhar: