Antúrios, mais conhecidos como bicos de flamingo

0
1591

Estas flores também são conhecidas entre nós por antúrios, agrada a conhecedores e a amantes de flores pelas suas esplendorosas flores vermelhas ou brancas.

O género Anthurium pertence à família das aráceas e compreende mais de 600 espécies. O nome científico provém do grego Athos -flor e oura – cauda, alusão à forma que as suas flores tomam.
Trata-se de uma planta nativa tropical, que se pode propagar através de sementes, embora muito lentamente, levando cerca de três anos para florescer e cinco para o início da produção comercial.

Outro contra é que as mudas obtidas por sementes têm a desvantagem de não possuírem uniformidade, optando os criadores por reprodução em laboratório, que apresenta mudas perfeitamente idênticas, ou seja, clones da planta-matriz. Quando apanhada apenas a flor, estas têm uma duração longa em jarras.

Os antúrios ou os bicos de flamingo são plantas de interior por excelência e exigem ambientes mornos e luminosos para florir. Devem estar sujeitas a luz forte, mas ao abrigo da luz solar direta, necessitando de luz indireta por 2 a 3 horas diárias, principalmente no Inverno.

A sua época de floração acontece praticamente todo o ano desde que se encontre em ambiente favorável. O solo que preferem é uma mistura esponjosa de musgo, terriço, ácido de folhas apodrecidas e um pouco de areia. As regas devem ser moderadas com aspersão das folhas, mas não das flores.

Apesar de serem os antúrios relativamente resistentes a doenças, recomenda-se observar a incidência de bactérias e fungos. As mudas devem ser efetuadas quando a planta atinge os 2 a 5 cm, perfeitamente enraizadas, que podem ser transplantadas para substrato apropriado.

O antúrio é uma planta exótica de cultivo fácil, que é também muito resistente e exige poucos cuidados para se manter sempre bonita e florida. O mais importante é encontrar um local bem iluminado, mas protegido do sol direto, que pode queimar as folhas da planta.

A sua opinião
[Total: 2 Média: 4.5]