Raiz da planta – uma parte essencial no reino vegetal

0
5067

Um mundo desconhecido mas vital, a raiz da planta é essencial para absorver os elementos nutritivos do solo e garantir o seu crescimento.

Para se desenvolver, uma planta precisa de água e de elementos nutritivos, assim como de gás carbónico (CO2). Os elementos nutritivos, são os sais minerais que a planta extrai do solo, graças às suas raízes. Se a raiz da planta estiver em mau estado, a planta vai sofrer e enfraquecer, por isso é importante tratar da parte subterrânea das suas plantas!

No solo, as raízes não se estendem ao acaso, se observarmos com atenção, vê-se apenas um cruzamento. Existem dois tipos de raízes numa planta: as primárias e as secundárias. São as raízes primárias que vão determinar a formação das raízes secundárias, e portanto a vitalidade da raiz da planta… e portanto ditar o seu crescimento.

Pequenas raízes são essenciais

As raízes primárias são muito finas e tenras. Crescem sempre em direção á terra ou ao terriço para uma planta em vaso. De  certa forma, a planta “explora” o solo em seu redor enviando pequenas raízes. Com a ajuda de pêlos especiais, estas raízes extraem a água e os sais minerais do solo. Se a zona for favorável (água em boa quantidade, um solo nem demasiado duro nem demasiado solto, sais minerais em quantidade e em qualidade necessários…), a raiz primária vai desenvolver-se e transformar-se pouco a pouco em raiz secundária. Esta raiz agora primária vai começar a desenvolver outras raízes, e assim sucessivamente.

O carvalho, por exemplo, forma uma raiz primária principal que rapidamente começa a formar raízes secundária: diz-se que forma um “eixo”.

Pouco a pouco, a planta constrói o seu sistema raciniano, que se compõe de grossas raízes principais (numa árvore, podem ser tão gordas como os ramos principais !), de raízes primárias e uma multidão de raízes que ligam as primárias ao talo, exatamente como os ramos que ligam as folhas ao tronco.

O essencial das raízes capazes de absorver os elementos nutritivos do solo situam-se ao mesmo nível dos ramos. Se pretender levar algum nutriente extra às raízes, é nesta zona que o deverá fazer, chegando deste modo mais rapidamente ás raízes “ativas”.

Um sistema eficaz e compacto

Graças a este sistema, uma planta pode expandir-se ao longo de uma grande quantidade de solo. Para um pé de centeio, considera-se que as raízes exploram várias dezenas de metros quadrados. Imagine o volume que podem alcançar a raiz de uma bela árvore: é fantástico!

Cuidar das raízes e das suas plantas, é tratar da sua plantação, não esqueça que deve evitar ferir ou cortar as raízes da planta se não for mesmo necessário.  Evite, por exemplo, passar com a moto-enchada próximo das árvores, evitando assim cortar a primeira raiz que  encontra. Evite também pisar inutilmente os arredores das plantas porque compactando a terra, vai tornar mais difícil o trabalho da raiz da planta.

Felizmente, existem as minhocas para ajudar a arejar a terra e a raiz da planta!

A sua opinião
[Total: 3 Média: 3.7]