A adubação e os diferentes tipos de adubo para plantas

0
4342

A adubação é a prática agrícola que consiste no fornecimento de adubos ou fertilizantes ao solo, de modo a recuperar ou conservar a sua fertilidade, suprindo a carência de nutrientes e proporcionando o pleno desenvolvimento das culturas vegetais.

A adubação correta aumenta a produtividade agrícola. Deve, entretanto, ser usada com moderação. É preciso ter sempre em mente que os adubos são extraídos de rochas, que são recursos naturais não renováveis, ou produzidos em indústrias químicas com riscos para o meio ambiente.

A adubação pode também ser feita com adubos orgânicos. Estes adubos são obtidos a partir da decomposição de restos de plantas ou de fezes de animais (boi, galinha, etc.), pela acção dos microrganismos e também das minhocas.

Há também os chamados adubos verdes que são plantas (geralmente leguminosas) que são cultivadas antes ou junto com a cultura principal.

As folhas e palha dos adubos verdes contém nutrientes que lentamente vão sendo mineralizados e utilizados por outras culturas como por exemplo, fruteiras, café, e até mesmo o milho.

A adubação pode ser classificada quanto ao:

tipo de fertilizante:

  • mineral (ex.: NPK, sulfato de amónio, super fosfato simples)
  • orgânica (ex.: esterco de curral, vermicomposto, vinhaça, adubos verdes);

Quanto à via de aplicação:

  • diretamente no solo,
  • foliar
  • via água de irrigação ou fertirrigação.

Sabia que a degradação das pastagens e a nutrição inadequada da planta é um dos principais responsáveis pelo baixo índice produtivo a pasto.

Por isso, melhorar a eficiência do pasto, eliminando perdas por rejeição ou pisoteio, é um dos principais factores que o produtor deve observar quando lança mão da adubação em pastagens.

Aplicar as técnicas corretas de adubação relaciona o aumento da produção de forragem ofertada ao bovino, na quantidade e qualidade da produção de carne e leite.

A sua opinião
[Total: 2 Média: 4.5]