Curiosidades sobre as Orquídeas – desde o nome às origens

1
8264

Fique a conhecer algumas interessantes curiosidades sobre as orquídeas, uma flor tão bela e tão desejada.

O nome Orquídea

O termo “orquídea” é originário do grego “Órkhis” que significa testículo e “Eidos” que significa aspecto, forma. Então “orquídea” quer dizer “em forma de testículos”; certamente em relação aos dois pequenos bulbos que as orquídeas do genero “Orchis” apresentam.

Sendo este o primeiro genero a ser descrito, o seu nome acabou por derivar para todas as outras plantas.

Variedades de Orquídeas

Apesar de existir uma grande diversidade de orquídeas, selvagens e plantadas pelo homem, nenhuma delas tem uma utilidade especifica que não seja ornamental. Um dos poucos usos é a produção de baunilha pelas favas das orquídeas do genero Vanilla. Mas, ainda sim, é mais barato produzir o sabor artificialmente.

Se considerarmos unicamente a aplicação ornamental, mesmo assim são poucas as variedades que se prestam a este papel. A maioria das orquídeas tem flores pequenas e folhagens banais. Com a manipulação genética feita pelo homem produzem-se híbridos de grande beleza ornamental e grande valor comercial.

Mesmo assim, existem colecionadores e criadores fanáticos no mundo inteiro e alguns chegam a pagar pequenas fortunas por um exemplar raro ou de beleza extraordinária.

Onde se encontram

As orquídeas podem ser encontradas em todos os continentes excepto na Antártida.

O Equador é o país onde se encontram o maior número de espécies de orquídeas, com mais de 3.549 plantas, depois temos a Colômbia, com 2.723, a Nova Guiné com 2.717 e o Brasil com 2.590.

Mas, Bornéu, Sumatra, Madagascar, Venezuela e Costa Rica também possuem um número bastante significativo de espécies. Se agruparmos por continentes temos a América Latina e o caribe com cerca de 350 generos, a Ásia com algo em torno de 300 generos, a África com 125 a 150 generos a Oceania com 70, a Eurásia com 50 e a América do Norte com aproximadamente 20 e 30 generos de orquídeas catalogadas.

Tipos de orquídeas

As orquídeas podem ser terrestres, arbustivas, litófitas (crescem em pedras), pasmófitas (crescem na areia), saprófitas (crescem na turfa e em áreas com grande material em decomposição) e aquáticas (as mais raras). Há até uma espécie subterrânea na Austrália.

Tamanhos das orquídeas

A maior orquídea em comprimento é a Vanilla pompona, com cerca de 20 metros.

A menor é a Barbosella miersii. A única aquática conhecida é a Habenaria repens da Costa Rica. A que tem poder anticoncepcional é o Cymbidium madildum da Austrália. A que tem uma cauda com 45 centímetros é o Angraecum sesquipedale.

A orquídea que possui a maior flor é a Cattleya warneri com 25 centímetros de diâmetro. A que exala o pior aroma é o Pleurothallis foetens. Um exemplar de Aerides odoratum já existe desde 1792.

Plantas parasitas

Ao contrário de algumas ideias erradas, as orquídeas não são plantas parasitas. Apesar de poderem ser cultivadas nos troncos de outras plantas ou árvores nas áreas tropicais, as orquídeas alimentam-se do material em decomposição que cai sobre os troncos e sobre elas.

 

Agora que conhece algumas curioridades sobre esta planta, fique a par de outras coisas que deve saber se tem ou está pensar cultivar orquídeas.

10 Coisas que deve saber sobre Orquídeas

A sua opinião
[Total: 3 Média: 2.7]

1 Comentário

  1. O seu comentário…As orquidias de interior são as mim as plantas preferidas, tenho algumas, de várias cores, tenho um carinho especial por elas, todos os anos na primavera, elas me brindam com as suas lindas flores. Se me dessem algumas informações sobre a origem delas agradecia-

Comments are closed.