Canteiros sem problemas

0
1820

Sem adubos ou pesticidas, saiba o que é preciso para ter um bonito canteiro.
Objectivo principal: plantas saudáveis. Como?

Se se reunirem todas as condições ideais, pragas e doenças vão deixar de ser uma dor de cabeça constante. Preste, por isso, atenção aos seguintes factores:

Localização – coloque as plantas que pedem muito Sol em locais soalheiros e as que gostam de sombra em locais mais abrigados. Caso contrário, elas vão ficar mais frágeis e sensíveis a qualquer tipo de doença.

Qualidade do solo – nem todas as plantas pedem o mesmo tipo de solo. As azáleas e os rododendros, por exemplo, precisam de um solo ácido ou neutro, não se desenvolvendo em solos calcários.

Drenagem – não coloque plantas que necessitam de muita água em solos muito permeáveis.

Variedade de plantas – é importante escolher o tipo certo de plantas. Por exemplo, as roseiras arbustivas são sensíveis à doença das manchas negras ou ao oídio. Por isso, é indispensável evitar variedades que não são tão resistentes às pragas e às doenças.

A partir daqui, comece a preparar o seu canteiro. Sugerimos-lhe um de manutenção fácil – sem plantas invasoras (que abafem as outras), com arbustos que basta podar muito de vez em quando e com plantas que suportem bem as pragas.

Para este canteiro escolhemos, a título de exemplo, algumas plantas…

Plantas / Floração/ Características importantes

Anémona-do-japão /Agosto e Setembro/ Comece com plantas jovens – demoram 1 a 2 anos a crescer

Esporas-dos-jardins / Julho a Setembro/ Tempo de vida prolongada Não precisam de tutores

Lilás / Maio/ Só floresce após 1 ano ou 2

Salva/ Julho a Outubro/ Robusta e de longa duração

Malmequer/ Junho a Agosto/ Não escurecem, mesmo durante o Verão

Cravo/ Junho a Julho/ Prefere solos bem drenados

Agapanto/ Julho a Setembro/ Resistente ao frio

Íris/ Maio a Junho/ Fazem um belo contraste

Peónia/ Abril a Maio/ Não dura muito tempo e não necessita de tutores

Acanto / Junho a Agosto/ Adapta-se aqualquer tipo de solo. Deve ser protegida durante o Inverno

Zimbro-Comum / Gosta de locais soalheiros ou com alguma sombra

Sidalua / Junho a Setembro/ Deve ser podada logo que as flores murchem

Estas e outras plantas são, sem dúvida, uma boa aposta.

Existem outras que, pelo contrário, podem dar mais problemas. Aqui vão alguns exemplos…

Plantas de curta duração – ásteres, esporas-do-jardim, onagra e tremoceiro.

Arbustos para solos ácidos – azáleas, camélias, gaultérias, rododendro e urze.

Arbustos e árvores com raízes/rebentos invasores – choupos, lilás, salgueiros e sinforicarpo.

Plantas invasoras – chucha-pitos, hipericão-dos-jardins, hortelãs, onagra, papoila-do-oriente e vara-de-ouro.

Sensíveis a pragas e a doenças – aquilégia (míldio), cerejeiras ornamentais (cancro), chagas (pulgões-negros, lagartas), crisântemos (mosca mineira-das-folhas), hosta (lesmas), madressilva (oídio, pulgões) e malva-rosa (ferrugem).

Estas são algumas dicas a partir das quais pode começar a construir o seu canteiro. Se tiver quaisquer dúvidas, o melhor é comprar um livro que lhe indique as características de cada planta

A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]