Descubra o Alecrim: um aroma característico para o seu jardim

0
5538

O Alecrim (Rosmarinus officinalis) é um arbusto muito ramificado, perene, de 1,5 a 2 metros de altura, de forma ovóide e folhagem densa. Carcateriza-se pelo cheiro e aroma agradável e característico.

Sempre verde, o alecrim caracteriza-se pelas hastes lenhosas, folhas pequenas e finas, opostas e lanceoladas. A parte superior das folhas é de cor verde-acinzentada, enquanto a inferior é quase prateada.

É um arbusto muito exigente em termos de luz suportando bem as altas temperaturas sendo os 15ºC e os 35ºC a temperatura ideal para este se desenvolver.

O solo tende a ser pouco exigente mas convém remexer o solo periodicamente para manter a planta em condições de cultivo óptimas e evitar o aparecimento de mais ervas. Se for cultivada em vaso, solte periodicamente um pouco o substrato superficial.

As flores reúnem-se em espigas terminais e são de cor azul violáceo ou rosa.

O alecrim floresce na Primavera e no Outono.

Plantar alecrim

Para plantar alecrim em casa ou no jardim, aprenda as noções básicas.

O alecrim pode ser cultivado em vaso ou jardineira com uma largura mínima de 10 cm, comprimento 10 cm e altura 10 cm.

Se for cultivado em vaso ou jardineira é necessário observá-lo frequentemente, dado que se desidrata com mais frequência sobretudo no Verão.

Deve manter o alecrim num estado de humidade constante, sobretudo nas épocas mais quentes, com uma rega frequente mas em pequenas quantidades.

No momento da colheita da planta, pode-se optar pela flor para infusões ou então colher os caules e as folhas.

Os ramos podem ser cortados em qualquer altura se se tencionar utilizá-los frescos.

Para conservar, deve cortar os ramos quando a planta estiver prestes a florescer, deixando as folhas e flores a secar à sombra e guardando-se em recipientes herméticos, em ambiente seco e escuro.

Benefícios do alecrim

O alecrim é indicado para dores reumáticas, ciáticas, lumbagos, contusões entorses e distensões.

Se for utilizado como infusão, serve para lavar as feridas e as chagas da pele.

Tomando 3 ou 4 quatro chávenas por dia antes das refeições, serve de tónico e aperitivo. É estimulante e anti-espasmódico.

Na cozinha é excelente para aromatizar guisados, estufados como tempero de peixes e carnes grelhadas.

A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]